Os Vingadores (The Avengers, 2012)

Sensacional. Realmente um ótimo filme sobre um dos clássicos grupos da Marvel Comics. Dentre os filme atuais com a mesma temática vou arriscar classificar como o melhor. Fico em dúvida quando comparo com Batman Cavaleiro das Trevas. Porém essa é uma opinião viciada de um fã do héroi. Fato é que Os Vingadores (The Avengers, 2012) conseguiu reunir em um só filme todos os elementos necessários para chamar a atenção. E muito.

Entrada de Loki

Entrada de Loki

Por onde começar? Digamos que ao assistir o filme fiquei tão contente com o resultado, que acho que a melhor forma de criticá-lo é seguir sua própria linha de apresentação do enredo. A introdução foi boa. Mesmo quem conhece o universo Marvel não vai matar de cara a trama principal por trás das ações de Loki. Essa foi uma das coisas boas que percebi logo na largada: a trama é boa.

É claro que há alguns problemas com a produção. Ainda sinto pela ausência do Homem Formiga e da Vespa, parte clássica e fundadora dos Vingadores. Entendo que produzir a história completa ou ainda seguindo demais a veia original não seria uma boa estratégia. Com o sucesso que a adaptação do Homem de Ferro e do Capitão América fizeram é no mínimo razoável adaptarem a história. Mas dentre algumas sacadas podiam ter feito alguma referência, seguindo quem sabe a brincadeira de sempre colocar Stan Lee no filme.

Abstraindo a ausência de alguns dos personagens originais,  continuamos com uma excelente adaptação para as telonas. Stark continua na mesma linha e ficou ótimo; as ações conduzidas por ele seguem o mesmo estilo ao qual estamos acostumados com os dois últimos filmes. Capitão Steve Rogers também ficou muito bom. Coerente, maduro e sempre lidando com o lado mais humano da coisa. Muito bom. Porém, sabemos que a preocupação no enredo não estava sobre eles e sim com Thor e, principalmente, com o Hulk.

O "cara" dos céus

O "cara" dos céus

Thor não fez assim “barulho” com o seu filme. Ele era o último gancho para que o filme dos Vingadores pudesse vir para as telonas. Uma porque era o último deles a ser apresentado, outra é que o vilão de Thor é também o vilão de Vingadores. Isso foi, sem dúvida, muito bem explorado e amarrado. Loki não fugiu do que assistimos em Thor, e seguiu a linha de vilão até o final. Muito bom. Já o Deus trovão deu uma melhorada. Veio mais sério e bem menos fanfarrão. Obstinado a recuperar seu meio irmão, Thor se une aos Vingadores quase sem querer e sem forçarem a barra com a história.

Com o Hulk não foi diferente. Finalmente um filme onde o monstro de energia gama não é uma geléia sem graça, ou mesmo um ogro verde. Destaque para Mark Ruffalo como novato no elenco. As discussões de Banner com Stark foram bem convincentes. As cenas de ação do Hulk também foram muito boas. Acho que finalmente acertaram a mão no grandão. Com um leve toque de humor em alguns momentos, foi bom ver o estrago que Hulk proporciona quando está agindo. E que estrago!

Em ação

Em ação

Com uma boa dose de humor atribuída principalmente a Stark, mas não se limitando ao mesmo, a trama explora muito bem a personalidade de cada um dos superseres envolvidos na história. A disputa de ego entre eles, as primeiras brigas, pontos de vista opostos sobre o mesmo assunto. Tudo muito dentro do que é cotidiano e esperado. Ficou tão bom que assusta, pois se esse é o nível para os novos filmes da Marvel, tenho pena da DC que só acertou com Batman. Vai ser difícil produzirem um filme da liga, por exemplo, que bata de frente com Vingadores.

Boa introdução, bom desenvolvimento e com excelente final, Vingadores entra pra lista de melhores do ano. Estou ansioso para ver os próximos lançamentos da Marvel. Veremos se O Espetacular Homem Aranha consegue seguir a linha e manter o nível, completamente perdido com o terceiro filme do aracnídeo.

Comentários

  1. Muito, mas MUITO bom. Surpreendeu demais e divertiu de uma forma muito inesperada!
    E tem SIM o Stan Lee, você quem não o viu! haha

    • Fabio Farzat
      em 06/05/2012 01:23

      Eu sei. Eu vi sim. O que eu queria mesmo é ver alguma referencia ao homem formiga e a Vespa. Podiam ter seguido o mesmo estilo das refs ao Stan.

  2. Jonas Sá
    em 06/05/2012 09:07

    Só eu que reparei que os produtores são fans do seriado how i met your mother? Incluindo uma atriz e alguns jargões do seriado no filme.

  3. Gostei bastante, achei muito divertido mas estou me tornando “persona non grata” por não estar idolatrado o filme.

Deixe seu comentário