O Fim da Eternidade

Tinha que ser do Asimov. O melhor conto sobre viagem no tempo que já li. Lembro de que no prefácio ele disse que nunca havia escrito sobre viagem no tempo e não sabia se ia ficar bom. Porra Asimov, ficou bom pra cacete! O Fim da Eternidade fala dos Eternos que são técnicos especializados em Mudanças de Realidade, ou seja, de forma controlada e muito planejada executavam alterações na história da humanidade visando minimizar o sofrimento das pessoas. O título do blog, Infinidade, vem desse livro. Meu irmão mais novo, André Farzat, leu e me recomendou. Eu devorei o livro. Desde então ele deixou o domínio registrado para quando fosse o caso de usar. Estamos usando agora! ;)

Da extensa obra de Isaac Asimov, “O Fim da Eternidade” está entre os melhores livros escritos pelo autor e é considerada uma das mais bem-sucedidas histórias de viagem no tempo.

Enredo
A Eternidade do título é uma organização que existe fora do tempo. Ela se compõe de, na maioria, homens chamados Eternos (note que não passa de um título, e que eles não são de fato imortais) que são recrutados de diferentes eras da história humana, a começar pelo século XXVII. Os Eternos são capazes de viajar “aoravante” e “aoutrora” (compare: acima e abaixo; doravante e outrora) através da Eternidade e entrar no mundo de tempo convencional em quase qualquer lugar e hora que quiserem, exceto uma seção do futuro distante na qual eles não conseguem entrar. Coletivamente, eles formam um exército de guardiões que executam ações ínfimas, calculadas e planejadas com extremo cuidado, chamadas Mudanças de Realidade, sobre o mundo convencional a fim de minimizar o sofrimento humano ao longo da História toda.

Comentários

Deixe seu comentário