Source Code

Viagens no tempo. Como a maioria deve concordar encontrar um bom filme sobre viagem no tempo é muito difícil. Sempre temos problemas, como o paradoxo temporal, que o roteiro não faz nenhum esforço em resolver. Nem ao menos tentam! Mas tudo bem. Estou apostando as minhas fichas no Fim de Eternidade.

Em Source Code acompanhamos o capitão Colter Stevens em sua missão de descobrir o autor de um atentado a trem. Porém, mais do que isso, ele precisa descobrir o que está se passando com ele durante a missão.

O filme trata de realidade simulada (ou alternativa) mas aplica conceitos de viagem no tempo, para confundir quem está assistindo. Se levassem o roteiro um pouco mais a sério, coisas como a “realidade” falhar, o próprio paradoxo entre algumas coisas (nem tantas assim) que o filme deixa passar batido, esse poderia ter sido um filme muito bom.

Contudo, acredito que com a escassez de obras de ficção científica na sétima arte, sou obrigado a dizer que pelo menos o filme prende os primeiros trinta minutos bem fácil. Mas ele já responde todas as perguntas por aí mesmo. Valeu assistir, mas sem grandes expectativas.

Sinopse

Quando o condecorado Soldado – Capitão Colter Stevens acorda no corpo de um homem desconhecido, descobre que está envolvido numa missão para encontrar o bombista do comboio de Chicago. Numa missão que para ele era totalmente desconhecida, apercebe-se de que faz parte de um programa experimental do governo, chamado “O Código Base”, um programa que lhe vai permitir viver a identidade de outro homem, nos últimos 8 minutos da sua vida. Com um segundo alvo, que ameaça matar milhões de pessoas na Baixa de Chicago, Colter têm de reviver o incidente vezes sem conta, até recolher todas as pistas, para poder resolver o mistério de quem está por detrás destes atentados e para que possa evitar o próximo ataque.

Comentários

  1. Eu também estou apostando neste filme, aguardando a estreia

    • Fabio Farzat
      em 24/07/2011 02:03

      Eu li que a produção anda meio parada (#), mas estou aqui de dedos cruzados para que façam um bom trabalho!

      • André Farzat
        em 25/07/2011 12:00

        Infelizmente, eu prefiro que o Fim da eternidade nem seja rodado.
        Não aguento mais obras mal adaptadas no cinema.

        E sobre o Source code. Gostei do filme pelo fator novidade.
        Mas realmente ele se torna bem previsível.

        • Fabio Farzat
          em 25/07/2011 10:53

          Sério Deco? Eu sou um otimista como o Márcio: estou esperando ansioso aqui para assistir o fim da eternidade no cinema!

          • André Farzat
            em 30/07/2011 04:53

            Ansioso eu também estou. Mas estou tentando não colocar as expectivas lá em cima.

Deixe seu comentário