Agentes do Destino

Capa

Como já citei antes no post sobre o filme do Gabriel, gosto quando usam da temática de anjos e personagens bíblicos de maneira inteligente. Por mais que nesse caso a coisa tenha sido bem original e muito discreta, temos um enredo criativo e com uma espécie de drama muito especial.

Em Agentes do Destino (The Adjustment Bureau, 2011) David Norris (Matt Damon) acaba de ser derrotado nas eleições para Senador de Nova York. E ao se preparar para o discurso da derrota conhece Elise (Emily Blunt) numa situação bem inusitada. Desse encontro “acidental” nasce uma paixão que vai guiar David sempre na direção de Elise. E é aí que os tais agentes entram. A principal tarefa deles é impedir que as coisas saíssem do plano. Sim, o plano de Deus. E são cheios de artimanhas para isso.

Gostei de várias sacadas do filme quanto aos agentes/anjos. A forma como expressam frustração, o fato de xingarem na cara dura, o uso dos chapéus e principalmente: também errarem. David e Elise voltam a se esbarrar num ônibus no dia seguinte ao discurso de derrota de David por conta de um erro bobo de um deles. Apesar de logo de cara eu ter achado forçado dei crédito e fiquei satisfeito ao fim. Esse é um daqueles filmes com lição no final mas que me divertiu muito. Vale a pena.

Comentários

  1. É um bom filme e a premissa é bem interessante e até bem trabalhada.

    Só achei que o final podia ser melhor, mas vale muito a pena.

Deixe seu comentário